OS MELHORES FILMES DE FICÇÃO CIENTÍFICA

105_00

ALIEN: O OITAVO PASSAGEIRO (1979)

105_01

SINOPSE: A nave espacial rebocadora Nostromo está retornando de Thedus para a Terra trazendo consigo com uma carga de 20 milhões de toneladas de minério, bem como seus 7 membros da tripulação. A viagem então é interrompida por um sinal misterioso, que faz o computador por protocolo acorde toda a equipe. Agora com a Nostromo desconectada do pesado carregamento, aterrissa no planeta de onde a mensagem surgiu, e enquanto em solo, um membro do grupo é atacado por uma estranha criatura. Pensava-se que aquele fosse somente um caso isolado, sendo retomado destino à Terra. No entanto aquilo era apenas o começo de uma jornada aterrorizante, pois a Nostromo carregava um oitavo passageiro.

COMENTÁRIOS: Alien: O Oitavo Passageiro (Alien) é um filme britano-estadunidense dirigido por Ridley Scott, e escrito por Dan O’Bannon, se baseando em uma história criada por ele e Ronald Shusett, na qual se inspiraram em trabalhos anteriores de ficção científica e terror. Aclamado pela crítica arrematou milhões de fãs pelo mundo todo, e logo se tornou a franquia mais importante de Ridley Scott. Alien definitivamente não é apenas um filme de ficção científica, mas também uma verdadeira obra sombria de horror, trazendo cenas assustadoras que até hoje faz o público se contorcer no sofá. Seu orçamento foi de 11 milhões de dólares, e rendeu uma receita de 105 milhões.

 

BLADE RUNNER: O CAÇADOR DE ANDRÓIDES (1982)

105_02

SINOPSE: No que seria o futuro do ano 2019, a Corporação Tyrell desenvolve seres biogenéticos para serem usados como trabalhadores em colônias fora do planeta, conhecidos como replicantes. Os modelos Nexus-6 possuem uma vida útil de 4 anos, e é descoberto que quatro destes retornaram à Terra ilegalmente, provavelmente para buscar prolongar suas vidas. Sendo propriedades da Tyrell, o ex-policial Rick Deckard é contratado como mercenário para caçar o grupo fugitivo pela cidade de Los Angeles.

COMENTÁRIOS: Blade Runner: O Caçador de Androides (Blade Runner) é uma produção honcongo-estadunidense dirigida por Ridley Scott, o mesmo de Alien, e tem seu roteiro escrito por Hampton Fancher e David Peoples, que se inspiraram no romance de Philip K. Dick, Do Androids Dream of Electric Sheep?. Blade Runner se trata de uma ficção científica neo-noir excessivamente atmosférica que se desenvolve sem pressa, te inserindo num ambiente muito característico conhecido popularmente como cyberpunk. A Los Angeles é escura, com o chão sempre úmido refletindo as infinitas luzes neon, com um ambiente pesado e violento. Não bastando sua estética visual fantástica, ainda traz composições originais de Vangelis com uma das trilhas sonoras mais fabulosa de todos os tempos, combinando uma melodia sombria, clássico e sintetizadores futuristas. Definitivamente Blade Runner estabeleceu o conceito até então nunca visto no cinema. Custando 28 milhões de dólares, teve um faturamento final de 33,8 milhões.

 

DE VOLTA PARA O FUTURO (1985)

105_03

SINOPSE: Marty McFly é um adolescente de uma pequena cidade californianda, que após uma experiência errada do excêntrico Dr. Emmett “Doc” Brown, é transportado em um DeLorian modificado para o ano de 1955. Agora no passado, Marty conhece as versões bem mais jovens dos seus pais, mas sua presença acaba interferindo gravemente na sua própria linha temporal. Deixando assim, ele simplesmente não nasceria, então decide dar uma forcinha para que seus pais se apaixonem. E claro, tudo isso antes de voltar para o seu tempo e ainda salvar o Doc Brown da enrascada em que se meteu.

COMENTÁRIOS: De Volta para o Futuro (Back to the Future) é uma superprodução norte-americana de Steven Spielberg, Neil Canton e Bob Gale, dirigida por Robert Zemeckis. Roteirizado pelo próprio Zemeckis em parceria com Bob Gale, essa aventura fantástica de viagem no tempo, se tornou um dos filmes mais importantes do século 20! E eu me nego a detalhar De Volta para o Futuro, mesmo sabendo que há um público jovem que não faz ideia do que isso se trata. Me re-cu-so! Filho, você tem prova do ENEM hoje? Então, esquece isso e vai assistir essa parada! Brincadeira, faz a prova primeiro. MAS DEPOIS VAI ASSISTIR ESSA PARADA! Confie em mim! Tendo um orçamento de 19 milhões de dólares, essa obra-prima faturou nada menos que 381 milhões!

 

O SEGREDO DO ABISMO (1989)

105_04

SINOPSE: O USS Montana, um avançado submarino nuclear, afundou misteriosamente com 156 tripulantes na Fossa Cayman, na região do Caribe, e após o ocorrido não houve mais contato. Devido a um furacão estar se aproximando, uma experiente equipe de plataforma de exploração de petróleo da proximidade é convocada e, liderada pela Marinha para executar a Operação Salvo, que visa resgatar a tripulação do Montana. O trabalho se inicia com a perigosa descida, e Bud Brigman, mergulhador chefe,  pressente que sua equipe está correndo perigo, porém o que descobriria mais abaixo estava muito além da sua compreensão.

COMENTÁRIOS: O Segredo do Abismo (The Abyss) é um filme estadunidense escrito e dirigido por James Cameron. Com uma produção megalomaníaca, Cameron investiu apenas de baixo d’água, oito semanas de gravação, e fez deste um palco para efeitos especiais revolucionários. Lembra do androide T-1000 de O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final? Então, as entidades alienígenas aqui foram a vanguarda de tais recursos fabulosos. O Segredo do Abismo é um aventura de ficção científica cheia de suspense e sensações claustrofóbicas, além de trazer um dos finais mais surpreendentes dentre os filmes do gênero. A façanha custou caro para época, tendo um custo de 45 milhões de dólares, e uma receita de 90 milhões.

 

O EXTERMINADOR DO FUTURO 2: O JULGAMENTO FINAL (1991)

105_05

SINOPSE: O ciborgue assassino T-1000 é enviado pela SkyNet de volta no tempo, com um único propósito, eliminar John Connor, aquele que no futuro será a chave para a vitória da humanidade. O jovem então é perseguido pela letal máquina, que possui a habilidade de mimetizar fisionomias para se misturar a população. Num esforço para se proteger, o próprio John envia do futuro o T-800, um ciborgue Modelo 101 da SkyNet, que embora inferior ao T-1000, é ainda assim poderoso e reprogramado para lutar pela resistência.

COMENTÁRIOS: O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final (Terminator 2: Judgment Day) é uma produção estadunidense escrita, produzida e dirigida por James Cameron. Considerado um visionário por muitos, Cameron fez deste o primeiro filme a superar a marca dos 100 milhões de dólares de orçamento, e esse investimento absurdo, ainda mais para a época, lhe rendeu um faturamento de mais de 520 milhões. Sucesso de bilheteria e detentor de milhões de fãs fanáticos pela franquia, este segundo episódio lhe rendeu sete indicações ao Óscar, tendo recebido o prêmio nas categorias de melhores Efeitos Visuais, Efeitos Sonoros, Edição de Som, Som e Maquiagem. Além do BAFTA, MTV Movie Awars, e outras premiações menos conhecidas.

 

ETERNAMENTE JOVENS (1992)

105_06

SINOPSE: O ano era 1939 e, Daniel McCormick, um piloto de testes, perde a cabeça quando descobre que a mulher que amava, e estava prestes a pedir em casamento, entra num coma irreversível depois de ser atropelada. Desiludido com a vida e não tendo mais nada a perder, aceita se voluntariar num experimento militar no qual ficaria um ano em animação suspensa. Acaba acontencendo um incêndio e o cientista encarregado morre, fazendo com que o projeto seja cancelado. Sem ser notado, Daniel acaba esquecido no antigo laboratório estando ainda em suspensão. Passaram-se 50 anos desde então, e durante as brincadeiras de dois garotos num galpão supostamente abandonado, Daniel é encontrado congelado em sua cápsula. Por acidente as crianças o tiram do estado de hibernação, e acordando muito confuso, não fazia ideia do quanto tempo havia passado. Nat, um dos meninos, decide levá-lo para casa, e embora tente escondê-lo de sua mãe, Claire acaba descobrindo. Os dois então somam esforços para tentar ajudar aquele intrigante homem a se adaptar a um mundo totalmente novo.

COMENTÁRIOS: Eternamente Jovem (Forever Young) é filme norte-americano roteirizado por J.J. Abrams e dirigido por Steve Miner. Decidi encaixar esse drama romântico na lista, por ele trazer um elemento que em 1992 era sinônimo de ficção científica, mas que hoje em dia se mostra bastante promissor, a criogenia. Mesmo não sendo um filme muito lembrado, considero este um excelente filme e que precisa ser conhecido pelas novas gerações. A premiere hollywoodiana de Eternamente Jovem arrecadou 70 mil dólares como caridade para duas instituições de Mel Gibson, o Centro de Recuperação de Usuários de Alcool e Drogas, e o Centro de Atendimento a Desabrigados de Santa Mônica.

 

STARGATE (1994)

105_07

SINOPSE: Devido as suas teorias fora do convencional, Dr. Daniel Jackson é pouco respeitado por seus pares na academia, no entanto isso não impede de ser convidado a participar das traduções de antigos hieroglifos para a Força Aérea dos Estados Unidos. Jackson é levado para uma instalação militar no Colorado, onde conhece o Coronel Jack O’Neill, que lhe informa que tudo tratado ali seria confidencial. Hieroglifos são apresentados ao professor para que ele faça suas considerações, e logo ele informa que aquelas informações diziam sobre um portal para as estrelas. Os militares então revelam um monumento fantástico, algo que eles acreditavam ser o citado portal, mas não sabiam como seguir além dali. Agora com a colaboração do Dr. Daniel Jackson, o grupo de pesquisadores consegue ativar o Stargate, e assim poder desbravar o seu outro lado.

COMENTÁRIOS: Simplesmente Stargate (Stargate) e, também conhecido no Brasil como Stargate: A Chave para o Futuro da Humanidade, é uma produção franco-estadunidense dirigida por Roland Emmerich, e roteirizado pelo mesmo na parceria com Dean Devlin. Stargate de 1994 é o ponto de partida para uma franquia que floresceu bastante, sucedendo outros filmes e diversos seriados. Mesclando mitologia egípcia, viagens interplanetárias, raças alienígenas, e uma variedade de teorias científicas, é prato cheio para o público sedento por conteúdo nerd! Com um orçamento de 55 milhões de dólares, Stargate teve uma receita de 196.6 milhões. Uma cifra expressiva!

 

OS 12 MACACOS (1995)

105_08

SINOPSE: No ano de 2035, James Cole é um preso que em troca de benefícios na sua pena, aceita a missão de voltar no tempo para coletar informações, e assim tentar decifrar o enigma do vírus que foi responsável pela morte de boa parte da população do planeta. Sua viagem acaba tendo problemas, fazendo-o parar num sanatório onde é tomado como louco. Agora ele só tem uma saída, tentar convencer a psiquiatra Kathryn Railly de sua sanidade, e assim poder conseguir uma solução de cura para a epidemia.

COMENTÁRIOS: Os 12 Macacos (Twelve Monkeys) é uma produção norte-americana, escrita por David e Janet Peoples, e dirigido por Terry Gilliam. Trazendo uma trama complexa de viagem no tempo, Os 12 Macacos teve uma ótima aceitação em seu lançamento, e muito disso se vale ao espetacular desempenho da dupla Brad Pitt e Bruce Willis. Para Pitt rendeu uma indicação ao Óscar como Melhor Ator Coadjuvante, e conquistou o prêmio na mesma categoria do Golden Globe Award. O filme recebeu vários prêmios e nomeações do Saturn Awards, bem como de outras agremiações. Um verdadeiro divisor de águas na ficção científica do cinema, simplesmente espetacular! Com um orçamento de 29.5 milhões de dólares, teve uma receita final de 168.8 milhões.

 

O QUINTO ELEMENTO (1997)

105_09

SINOPSE: Em pleno século XXIII, Korben Dallas é apenas um motorista de táxi que se envolve numa aventura, na qual precisa impedir um ser demoníaco capaz de atravessar dimensões. Se nada for feito a Terra será dizimada, e para impedir isto ele precisa encontrar quatro artefatos antigos que representam os elementos, com a finalidade de combiná-los com Leeloo, o principal e quinto elemento.

COMENTÁRIOS: O Quinto Elemento (Le Cinquième élément / The Fifth Element) é um filme franco-estadunidense dirigido por Luc Besson e escrito pelo mesmo em cooperação com Robert Mark Kamen. Bastante divertido e focado na ação, O Quinto Elemento não é uma história de ficção científica pra ser levar a sério, mas sim aquele filme para juntar os amigos e dar bastante risada. Esse foi um grande sucesso de bilheteria, tendo um orçamento de 90 milhões de dólares, e captação de quase 264 milhões.

 

GATTACA: EXPERIÊNCIA GENÉTICA (1997)

105_10.png

SINOPSE: Vincent Freeman sempre teve o sonho de viajar ao espaço, mas por ser considerado inapto geneticamente não pode se candidatar. Então ele decide desafiar seu destino ao assumir a identidade de Jerome Morrow, no entanto a investigação de assassinato põe seu disfarce em risco.

COMENTÁRIOS: Gattaca: Experiência Genética (Gattaca) é uma produção dos Estados Unidos escrita e dirigida por Andrew Niccol. Com uma atmosfera carregada de uma intencional melancolia, Gattaca atravessa os gêneros de drama,  suspense e ficção científica. Indicado e vencedor de uma série de prêmios, principalmente envolvendo sua estética visual, a produção hoje é considerada um clássico cult. Tendo um orçamento de 36 milhões de dólares, não consegui localizar seu faturamento além do mercado dos EUA e Canadá, onde rendeu pouco mais de 12 milhões.

 

O ENIGMA DO HORIZONTE (1997)

105_11

SINOPSE: Em 2047 uma missão de resgate é enviada para localizar a Event Horizon, uma nave perdida de forma misteriosa sete anos atrás enquanto explorava os limites do sistema solar. Ao encontrá-la, os astronautas envolvidos na tarefa vão gradativamente tomando consciência do terrível enigma que envolveu aquele incidente, e descobrem que algo muito sinistro pode ter tomado controle da nave.

COMENTÁRIOS: O Enigma do Horizonte (Event Horizon) é uma produção dividida entre Reino Unido e Estados Unidos, sendo escrita por Philip Eisner e dirigida por Paul WS Anderson. Misturando suspense, terror e ficção científica, esse é um filme barra pesada, mostrando explicitamente muito gore e sanguinolência. Eu não sou lá muito fã de grafismos sádicos como esse, porém a viagem insólita e seu clima extremamente denso, faz deste filme uma verdadeira obra de arte no gênero terror espacial. O Enigma do Horizonte teve um orçamento de 60 milhões de dólares, e uma receita de 23.7 milhões em território americano. Seu faturamento mundial eu não consegui encontrar em nenhuma fonte confiável.

 

MATRIX (1999)

105_12

SINOPSE: Thomas A. Anderson é um jovem programador que se sente deslocado em meio a rotina que o cerca, a sensação é contínua de um não pertencimento naquele lugar. Eventos cada vez mais misteriosos vão acontecendo próximo dele, e tudo fica ainda mais confuso quando é localizado por Morpheus e Trinity, aqueles que lhe revelam que toda a realidade conhecida até então, não passava de uma projeção criada por uma avançada inteligência artificial para distrair e escravizar seus corpos enquanto drenam energia para sustentar todo o sistema.

COMENTÁRIOS: Matrix (The Matrix) é uma superprodução australo-estadunidense, escrita e dirigida pelas irmãs Lilly e Lana Wachowski. Foi, e ainda é, extremamente aclamado como um dos filmes mais importantes da história do cinema, pois além de possuir um roteiro fantástico, também trouxe elementos cinematográficos nunca vistos até então. O longa recebeu os Óscares de Melhor Montagem, Melhor Mixagem de Som, Melhor Edição de Som e Melhores Efeitos Visuais, além de dezenas de premiações e menções em convenções como BAFTA e Saturn Awards. Matrix teve orçamento de 63 milhões de dólares, e uma receita final de incríveis 463 milhões.

 

A.I.: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL (2001)

105_13

SINOPSE: Em 2141, após parte do planeta ser inundado pela elevação do nível dos mares e androides passarem a conviver entre os humanos, a Cybertronics desenvolve um novo robô. Com fisionomia infantil e batizado de David, sua proposta comercial era a de amar os seus pais pela eternidade. Henry e Monica Swinton, na eminência de perder seu filho, decidem ser os primeiros a adotar um deste. Depois de iniciado e programado da maneira correta, David passa a entender Monica como sua verdadeira mãe, porém seu filho biológico tem uma melhora imprevista, e as coisas tomam um rumo completamente inesperado.

COMENTÁRIOS: A.I.: Inteligência Artificial (I.A.: Artificial Intelligence) é um filme de Steven Spielberg concebido a partir de um projeto de Stanley Kubrick, se baseando no conto de Supertoys Last All Summer Long, de Brian Aldiss. A.I., como a maioria se refere, é um drama de ficção científica que acompanha a jornada de David, uma máquina que busca entender como se encaixar e, ao mesmo tempo lidar com a rejeição daquele principal personagem qual foi criado e programado para amar, um ser humano cheio de emoções complexas. Uma obra de arte extremamente atmosférica na qual preciso estar no clima exato para tirar o melhor proveito. Recomendo um dia frio e chuvoso, cortinas fechadas, e nenhuma pressa para assistir, fazendo isso, é certeza absoluta de estar apto para fazer essa viagem fantástica na mente imaginativa dos gênios Spielberg e Kubrick. A.I.: Inteligência Artificial foi indicado aos Óscares de Melhores Efeitos Visuais e Trilha Sonora, e também outros prêmios BAFTA e Golden Globe Awards. Seu orçamento foi de 100 milhões de dólares, tendo uma receita final de 236 milhões.

 

DONNIE DARKO (2001)

105_14

SINOPSE: Donnie é um aluno brilhante, porém bastante estranho. Desprezando a maioria dos colegas da escola, ele, e apenas ele, enxerga um coelho de aparência macabra que o incentiva a praticar brincadeiras humilhantes e destrutivas com as pessoas ao seu redor. Até que certo dia, em uma de suas alucinações, é pedido que ele saia de casa, e enquanto do lado de fora, lhe é revelado que o mundo irá acabar dentro de um mês. Donnie não leva aquilo a sério e volta para dentro, quando instantes depois um avião cai no telhado, quase o matando. A partir de então ele começa a se perguntar o quão real as suas previsões poderiam ser.

COMENTÁRIOS: Donnie Darko (Donnie Darko) é um filme norte-americano escrito e dirigido pelo então estreante Richard Kelly. Está com a cuca fresca ao mesmo tempo que bastante afiada? Não? Então é melhor ficar só em Efeito Borboleta (2004) mesmo, porque Donnie Darko é o que há de mais bizarro quando se trata de história mirabolante com viagens e paradoxos temporais. Seu clima é obscuro reflexivo, e quando incrementado com um coelho medonho saindo das sombras, as coisas ficam mais loucas ainda. Esse é aquele tipo de filme que tem uma infinidade de interpretações possíveis, na qual todas elas provavelmente estarão certas. Entendeu nada? Então confira que você vai entender menos ainda! Donnie Darko foi indicado e recebeu uma série de prêmios, além de ser bastante lembrado por sua ótima trilha sonora. O filme teve um orçamento de 4,5 milhões de dólares, e faturou 7,5 milhões, não fazendo deste um blockbuster, mas sim um filme para poucos nerds capacitados. Se sentiu desafiado?

 

MINORITY REPORT: A NOVA LEI (2002)

105_15

SINOPSE: Em 2054 as taxas de homicídio chegaram no zero graças a polícia PreCrime de Washington. O sistema se baseava em deter o cidadão antes que ele cometesse o crime, e para isso três seres humanos com a capacidade de prever o futuro, os Precogs, ficavam anexados em um robusto sistema de computadores com realidade aumentada para serem utilizados por operadores que faziam as previsões. O programa de segurança polêmico estava em vias de ser adotado pelo Governo Federal. John Anderton é um dos agentes operadores da PreCrime, um homem sofrido que tem filho desaparecido e está separado da esposa. Sua vida se torna ainda mais caótica quando é identificado como o assassino de um homem chamado Leo Crow dentro de 36 horas.

COMENTÁRIOS: Minority Report: A Nova Lei (Minority Report) é um filme estadunidense dirigido por Steven Spielberg, e é roteirizado por Scott Frank e Jon Cohen, se baseando no conto The Minority Report de Philip K. Dick. A produção combina elementos de gênero noir-tecnologia, whodunit, suspense, ficção científica e muita ação frenética. Antes que me pergunte, whodunit é um termo utilizado para categorizar um gênero onde não se sabe quem matou determinado personagem, mas há um pesado processo investigativo para se descobrir quem é. Inteligente e repleto de conspirações, Minority Report: A Nova Lei é um filme bastante envolvente e divertido. Seu orçamento foi de 102 milhões de dólares, e teve um faturamento de mais de 358 milhões.

 

FILHOS DA ESPERANÇA (2006)

105_16

SINOPSE: No ano de 2027 a humanidade se vê a beira da extinção, pois de forma ainda não compreendida nenhuma mulher mais conseguia engravidar. Era notícia no mundo inteiro a morte aos 18 anos daquele que seria o ser humano mais jovem do planeta, e a sociedade que já vivia em inquietação, violência e caos, se agitou ainda mais. Em meio a esse ambiente de trevas, Theodore Faron, um ex-ativista desiludido por sua causa, se tornou um burocrata numa Londres repleta de grupos ultra-nacionalistas, e em busca de sua ex-esposa Julian, ele é apresentado a uma jovem que surpreendentemente estava grávida!

COMENTÁRIOS: Filhos da Esperança (Children of Men) é uma produção britânico-americana baseada no romance The Children of Men, de P. D. James. É dirigido por Alfonso Cuarón, que também divide o roteiro adaptado com Timothy J. Sexton, David Arata, Mark Fergus e Hawk Ostby. Surpreendente e injustiçado! Este é um daqueles filmes que é impossível compreender porque é tão pouco lembrado e valorizado. Embora indicado aos prêmios do Óscar 2007 nas categorias Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia e Melhor Edição, e tendo recebido os prêmios máximos como Melhor Filme de Ficção Científica, tanto pelo BAFTA quanto o Saturn Awards, ainda assim ele fora esquecido pelo público. Eu não vejo praticamente ninguém defendendo esta belíssima obra de arte. Parece que só tem eu. Então assista também e se una a mim para defendermos um cinema bom de verdade que valorize os grandes feitos! Filhos da Esperança teve um orçamento de 76 milhões de dólares, e teve prejuízo com seus 70 milhões de faturamento. Vai entender.

 

SUNSHINE: ALERTA SOLAR (2007)

105_17

SINOPSE: Em um futuro não muito distante, o Sol está perdendo sua força, e prestes a entrar em colapso muito antes do que era previsto. Num esforço para impedir que isso aconteça e assim salvar a humanidade, a tripulação a bordo da Icarus II transporta uma gigantesca bomba nuclear. O plano é chegar próximo o suficiente do Sol para lança-la, na esperança das teorias estarem corretas e com a detonação a estrela ser revitalizada. Porém, pouco após ultrapassar o ponto do último contato com a Terra, a tripulação recebe um misterioso chamado de socorro da Icarus I, a nave até então desaparecida da expedição de 7 anos antes, e que havia falhado no mesmo objetivo.

COMENTÁRIOS: Sunshine: Alerta Solar (Sunshine) é uma produção dividida entre Reino Unido e Estados Unidos, escrita por Alex Garland e dirigida por Danny Boyle. Pouco valorizado pela crítica, e menos ainda pela audiência dos cinemas, este é um filme de ficção científica espacial de suspense que preenche todos os pré-requisitos para ser no mínimo um ótimo filme. Mesmo sendo uma obra excelente, não teve a felicidade de conseguir atrair a atenção do público, e com seu orçamento de 40 milhões de dólares, faturou apenas 32 milhões. Considero este um filme muito injustiçado.

 

LUNAR (2009)

105_18

SINOPSE: Durante quase três anos Sam Bell cumpriu seu contrato com a Lunar Industries, uma mineradora que opera no lado oculto da Lua extraindo Hélio 3, material que se tornou a principal fonte de energia da Terra. Sam não está tão sozinho, na sua companhia há Gerty, um robô-computador. Chegando próximo ao período do contrato terminar, o isolamento dos últimos anos começa a pesar. As únicas noticias que tem de casa e do resto do mundo chegam através de gravações de sua esposa e filha, pois as transmissões ao vivo foram interrompidas por causa de um defeito intermitente no satélite de comunicação. Cada vez mais ansioso pelo regresso ao lar, ele começa a se sentir fragmentado, entrando num estado agudo de paranoia.

COMENTÁRIOS: Lunar (Moon) é um filme britânico dirigido por Duncan Jones, que dividiu seu roteiro com Nathan Parker. Este é um drama espacial de suspense psicológico com uma abordagem muito peculiar, e na minha opinião traz uma das melhores atuações da carreira de Sam Rockwell. Como uma produção tão simples e linear consegue um feito tão bom quanto este? Repito, mérito total do seu principal ator. Não cabe muito explicar o efeito que Lunar causa, é o tipo de obra que só é completamente compreendida se assistirmos. Com um orçamento modesto de 5 milhões de dólares, a produção conseguiu uma receita final de 9.8 milhões

 

PANDORUM (2009)

105_19

SINOPSE: Payton e Bower são dois astronautas que acordam de um sono profundo dentro de uma nave aparentemente abandonada. Nenhum dos dois possui qualquer memória de quem são ou mesmo da missão que participam. Enquanto Payton fica no controle de um rádio comunicador, Bower explora o lugar para tentar encontrar alguma resposta. Porém as coisas começam a ficar muito estranhas quando percebem que talvez não estejam sozinhos, e que o destino de toda humanidade está em suas mãos.

COMENTÁRIOS: Pandoum (Pandorum) é uma produção norte-americana roteirizada por Travis Milloy e Bronwen Hughes, e tem a direção de Christian Alvart. Pandorum teve um lançamento muito, mas realmente muito tímido. Vamos começar pela sua bilheteria negativa: custo de 33 milhões de dólares, e faturamento de 20.6 milhões. A razão é pelo filme ser ruim? Nunca! Deveras longe disso! Este é um filme fenomenal, uma verdadeira obra do terror espacial e que faz jus às suas óbvias inspirações. Porque o filme rendeu tão mal então? Por causa de uma produtora e distribuidora de filmes chamada Overture Films, que chegou a falir em 2010 devido aos seus péssimos planos de divulgação e distribuição. Uma verdadeira lástima.

 

REPO MEN: O RESGATE DE ÓRGÃOS (2010)

105_20

SINOPSE: No ano de 2025 a medicina quebrou paradigmas, e todo tipo de órgão agora pode ser fabricado e comercializado. A The Union lidera esse mercado, oferecendo não apenas substituições para pessoas debilitadas, mas também melhorias para qualquer um que tenha condições e esteja disposto a pagar o altíssimo preço. O grande problema são as pessoas desejarem mas não conseguirem honrar as dívidas adquirida, e quando isso ocorre são acionados os repo-men, agentes privados dispostos a tudo para recobrar os bens da The Union.

COMENTÁRIOS: Repo Men: O Resgate de Órgãos (Repo Men) é produzido pelo Canadá e Estados Unidos, sendo roteirizado por Eric Garcia e Garrett Lerner. A direção é do cineasta britânico Miguel Sapochnik, mais conhecido por seu trabalho na série Game of Thrones. A crítica detesta este filme, e o motivo eu ainda estou processando. Na realidade estou tentando entender desde 2010, ano em que ele foi lançado. Em Repo Men: O Resgate de Órgãos temos um futuro distópico completamente louco, no qual a decência fora deixada de lado, e substituída pela obsessão pelo dinheiro. Além da sanguinolência sem limites, nos faz refletir o quanto a humanidade é capaz de se por refém de situações quais sabe que poderão ser bem cruéis. Alguns fazem isso por necessidade, até aí é compreensível, mas a grande maioria é apenas por vaidade. Me diz você o que achou, quero saber se estou louco sozinho e por ter colocado este filme na lista. Tendo um orçamento de 32 milhões de dólates, fechou no negativo com pouco mais de 18 milhões.

 

A ORIGEM (2010)

105_21

SINOPSE: Don Cobb é um dos melhores no que faz, invadir os sonhos das pessoas durante o sono e roubar os segredos mais valiosos. Tudo muda para ele quando quando é procurado por Saito, um ambicioso empresário decidido a usar suas habilidades para tomar o enorme império econômico de um rival. Para realizar este ousado plano, Cobb conta com a ajuda de Arthur, um comparsa de confiança, Ariadne, uma inexperiente arquiteta de sonhos, e Eames, que consegue se camuflar habilmente em sonhos.

COMENTÁRIOS: A Origem (Inception) é um filme britano-estadunidense escrito e dirigido por Christopher Nolan. Misturando de forma caótica e ao mesmo tempo organizada, A Origem faz uma excelente salada com ingredientes de ação, drama, suspense e fantasia. Sim, o conceito criado não tem embasamento científico algum, nem mesmo se pensando em futuro, logo é necessária uma boa dose de licença poética para considerar esta uma obra de ficção científica. Mas ele está nesta lista correto? Então acho que está fundamentada minha opinião pessoal. Dilemas conceituais à parte, o importante aqui é te convencer de assistir caso já não tenha o feito. Considerada mais uma grande obra do genial Nolan, A Origem traz um elenco brilhante, efeitos especiais soberbos, uma trilha sonora inspiradíssima e um roteiro espetacular como o de poucos filmes. Esta é uma “ficção científica” que brinca muito com o surrealismo, fazendo o espectador mergulhar em cenas fantásticas e complexas. E Nolan, obviamente sabendo desta quantidade de informação à ser interpretada, pontualmente te presenteia com slow motions pontuais de cair o queixo. Com um orçamento de 160 milhões de dólares, a produção teve uma receita final de incríveis 825 milhões!

 

O PREÇO DO AMANHÃ (2011)

105_22

SINOPSE: Num futuro não tão distante, o envelhecimento é interrompido aos 25 anos e as pessoas passam a negociar o tempo como moeda. Enquanto os ricos negociam décadas, podendo até se tornar imortais, as classes mais baixas são exploradas, precisam esmolar, pegar emprésimos impagáveis e, alguns recorrem até aos roubos para conserguir terminar mais um dia vivos. É neste cenário que Will Salas é acusado injustamente de assassinato, e terá de correr contra o relógio para provar sua inocência.

COMENTÁRIOS: O Preço do Amanhã (In Time) é uma produção norte-americana escrita e dirigida por Andrew Niccol. Quem imaginaria o carinha do NSYNC se revelando como um ator bem acima da média. Não serei hipócrita, eu não. E queimei a língua quando decidi dar a chance ao filme do até então: “só um canto teen”. O Preço do Amanhã é uma ficção científica distópica que conceitua o tempo como o bem mais valiosos para uma pessoa,  e com roteiro chamando cenas de ações frenéticas, faz seu simbolismo ficar ainda mais evidente. Junto de O Quinto Elemento (1997) e O Vingador do Futuro (1990), este é um dos filmes mais empolgantes de ficção científica dentro do estilo na minha opinião. Custando 40 milhões de dólares para ser feito, sua receita foi de 174 milhões.

 

STAR TREK: ALÉM DA ESCURIDÃO (2013)

105_23

SINOPSE: Quando a tripulação da Enterprise retorna para casa, é descoberta que uma força descomunal de dentro da própria organização foi responsável pela destruição de uma frota inteira da Federação. Com questões pessoais por resolver, Capitão Kirk lidera a caçada ao homem que leva uma arma de destruição em massa, localizado numa zona instável de guerra. Enquanto nossos heróis se veem num épico e mortal jogo de estratégia, o amor será desafiado, amizades serão desfeitas e sacrifícios aceitos pela única família de Kirk, sua tripulação.

COMENTÁRIOS: Star Trek: Além da Escuridão (Star Trek: Into Darkness) é um filme escrito por Roberto Orci, Alex Kurtzman e Damon Lindelof, que tem produção e direção de J. J. Abrams. Eu confesso que nunca me senti atraído por Star Trek original, e serei apedrejado por 48,26% dos leitores por causa disso. Mas essa roupagem moderna me atraiu muito, e informo pra quem talvez não saiba, muito deste novo conceito partiu de um game de ação e ficção científica chamado Mass Effect, que por contra partida foi inspirado também em Star Trek. Confuso? Considero Star Trek: Além da Escuridão o melhor dentre os três filmes recém lançados, e tenho certeza que irá agradar tanto fãs saudosistas quanto navegantes de primeira viagem. Com um orçamento de 190 milhões de dólares, a produção teve uma receita final de 467 milhões.

 

OBLIVION (2013)

105_24

SINOPSE: No futuro de uma Terra irreconhecível após a destruição causada pelo ataque de uma raça alienígena, Jack Harper é o responsável por manter em funcionamento os equipamentos de segurança do planeta. O que sobrou da humanidade hoje vive em uma colônia lunar, lugar para onde Jack irá após terminar seu período de trabalho. Mas em certo dia tudo muda quando Jack encontra a espaçonave de uma mulher, o que coloca em dúvida toda a realidade que ele conhece.

COMENTÁRIOS: Oblivion (Oblivion) é uma produção dirigida por Joseph Kosinski, que também colabora no roteiro junto com William Monahan, Karl Gajdusek e Michael Arndt. Oblivion é um filme esteticamente muito bonito de se ver e, que mostra esmero pela fotografia, efeitos especiais soberbos, uma trilha sonora matadora, e um figurino que vai chamar muito a atenção dos mais detalhistas. Com certeza um dos melhores filmes de seu ano de lançamento. Um título obrigatório para verdadeiros fãs de ficção científica! Tendo um orçamento de 120 milhões de dólares, Oblivion conseguiu uma receita de 286 milhões.

 

INTERESTELAR (2014)

105_25

SINOPSE: Os recursos naturais da Terra estão perto do fim, e para salvar a espécie humana, uma equipe de astronautas recebe a missão de verificar planetas candidatos para receber toda a população do mundo. Mesmo correndo um enorme risco de nunca mais voltar a ver seus filhos, Cooper, um ex-piloto da NASA, aceita liderar uma missão ao lado de Brand, Jenkins e Doyle, para buscar um novo lar para a humanidade.

COMENTÁRIOS: Interestelar (Interestellar) é um filme anglo-americano dirigido por Christopher Nolan, que também faz o roteiro em colaboração com seu irmão, Jonathan Nolan. O Cara não tinha muito a provar depois de Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008) e A Origem (2010), mas eis que o bendito me surge com mais essa! São dois filmes de ficção científica que me fazem brilhar os olhos, Contato (1997) e este aqui. Visualmente fantástico, Interestelar é uma homenagem muito respeitosa a academia científica. Claro, ele não é cientificamente perfeito, além de que incomodou algumas pessoas com suas explicações exageradas em certos momentos. É fã de Carl Sagan e Stephen Hawking? Parece que os irmãos Nolan também! Com um orçamento de 165 milhões de dólares, a produção somou uma reveira de 675 milhões! Um ótimo número para um filme de nicho.

 

O PREDESTINADO (2014)

105_26

SINOPSE: Após anos de missões viajando no tempo aplicando a lei e caçando criminosos, um agente temporal enfrenta sua última missão, dar fim as ações do perigoso terrorista responsável pela morte de milhares de pessoas, um foragido conhecido, e que já vinha enganando as autoridades por muito tempo.

COMENTÁRIOS: O Predestinado (Predestination) é uma produção australiana baseada no conto All You Zombies de Robert A. Heinlein, e que foi adaptada e dirigida pelos The Spierig Brothers. Bem diferente do que a sinopse propõe, O Predestinado não se trata de um filme de ação, aqui você vai receber na veia uma dose de ficção científica da pesada. Com uma trama complexa e cheia de reviravoltas, é diversão para aqueles que curtem quebrar a cabela por uma boa história. Bastante premiado na Austrália, seu país de origem, o longa teve um orçamentode 5.3 milhões de dólares, e uma receita negativa de 4.1 milhões. Caso de mais um excelente filme traído pela bilheteria, uma pena.

 

PLANETA DOS MACACOS: A GUERRA (2017)

105_27

SINOPSE: Quando um impiedoso coronel ordena um covarde ataque contra a tribo de César, o grupo é forçado mais uma vez a entrar num brutal combate contra os humanos. Após os macacos sofrerem perdas inimagináveis, César se enche de ódio como nunca antes, e decide marchar com seu exército. Lutando contra seus instintos mais sombrios e primitivos, César se coloca frente à frente contra aquele homem cruel, iniciando uma guerra épica que determinaria o destino de suas espécies e o futuro do planeta.

COMENTÁRIOS: Planeta dos Macacos: A Guerra (War for the Planet of the Apes) é uma superprodução norte-americana dirigida por Matt Reeves, que também participa do roteiro em conjunto com Mark Bomback. Eu só conhecia O Planeta dos Macacos por nome, e rolava até um pouco de preconceito quando via as produções antigas da década de 60 e 70. Mas quando meu falecido tio me recomendou, dizendo para considerear o conteúdo e não a estética, o meu mudo mudou. Planeta dos Macacos é uma saga de ficção científica fantástica e muito rica em detalhes, onde todos os filmes tem importância. Não se engane, para entender de verdade a série, é preciso também ver os filmes antigos. Os novos não se tratam de remakes, mas sim continuações canônicas. Recomendo demais! Com um orçamento significativo de 150 milhões de dólares, Planeta dos Macacos: A Guerra produziu uma receita de 490 milhões.

Barra Divisória

assinatura_dan

STAR WARS: EPISÓDIO II – O ATAQUE DOS CLONES (CRÍTICA)

058_00

Há apreensão no Senado Galáctico. Milhares de sistemas solares manifestam sua intenção de deixar a República.
Esse movimento separatista, sob a liderança do misterioso Conde Dookan, tornou difícil para o pequeno número de Cavaleiros Jedi manter a paz e a ordem na galáxia.
A senadora Amidala, ex-rainha de Naboo, está voltando ao Senado Galáctico para votar a delicada questão de criar um Exército da República para ajudar os combalidos Jedi.

Dez anos se passaram desde o bloqueio comercial e os conflitos em Naboo (Star Wars: Episódio I – A ameaça Fantasma, 1999). A República Galáctica e seus defensores da paz, os jedis, deparam-se com uma nova ameaça: o Movimento Separatista. A probabilidade de guerra é real, mas os Cavaleiros Jedi, pacifistas por excelência, são incapazes de sozinhos deterem a marcha dos acontecimentos.

Anakin Skywalker, agora com 19 anos, oscila entre a rebeldia, arrogância e amor pela agora senadora Amidala, sua fixação desde a infância. Está em desequilíbrio entre os ensinamentos de seu mestre, Obin Wan Kenobi, e a forte influência do Chanceler Supremo Palpatine.

Um atentado envolvendo a senadora Amidala, contrária à formação de um exército da República, fará com que Anakin confronte seus sentimentos e seu passado dando demonstrações que a fúria é forte no jovem padawan. Por outro lado, fará com que Obi Wan descubra tanto um exército secreto de clones como também um de droides, este último idealizado por Conde Dookan, o novo aprendiz sith.

058_01

Título original: Star Wars: Episode II – Attack of the Clones
Direção: George Lucas
Roteiro: George Lucas, Jonathan Hales
Duração: 2h 22min
Lançamento: 12 de maio de 2002

058_19

Elenco: Ewan McGregor (Obi-Wan Kenobi), Natalie Portman (Padmé), Hayden Christensen (Anakin Skywalker), Christopher Lee (Conde Dookan / Darth Tyranus), Samuel L. Jackson (Mace Windu), Frank Oz (Yoda) e Ian McDiarmid (Chanceler Supremo Palpatine).

058_02

ANAKIN E A SEDUÇÃO DO LADO NEGRO
Quando percebemos a transformação do garotinho escravo Anakin, repleto de perspicácia e bondade, no agressivo padawan (aprendiz jedi), parece algo muito forçado (perdoem-me o trocadilho). Mas não podemos esquecer que ele sempre foi muito emotivo, muito ligado à mãe. Isso é potencializado nesta sequência da história do futuro Darth Vader. Anakin é arrogante, convencido e não respeita integralmente o comando de seu mestre, Obi Wan Kenobi.

Anakin tem constantes pesadelos com a mãe. Projeta sua afeição em Padmé, a antiga rainha que durante os últimos 10 anos viveu em seu imaginário. Dormindo, tem pesadelos com a mãe, acordado sonha com Padmé. Mesmo no reencontro, quando é designado junto com seu mestre para protegê-la, ao receber um fora daqueles (“Ani, você sempre será o menininho que conheci em Tatooine.”), não desiste em sua sedução tosca e acaba conquistando o coração velha (porém super conservada) senadora de Naboo.

058_03

Enquanto seu coração sente a tentação amorosa e o medo da perda da mãe, dois sentimentos que não podem dominar o coração virtuoso e equilibrado de um jedi, o Chanceler Supremo Palpatine, pálido como um cadáver, revela-se como o segundo mestre de Anakin e que o aconselha nas sombras. Enfatiza o quanto o garoto é habilidoso, alimenta a ambição do padawan. Isso faz com que cresça a ideia do sentimento de superioridade acima de qualquer jedi e suas queixas em relação a Kenobi, acusado de não deixá-lo brilhar e ser invejoso.

O amor (uma fixação juvenil de um rapaz virgem), o medo (da perda da mãe), a influência de Palpatine (o capeta a sussurrar maldades no seu ombro) e a vaidade de seu domínio da Força que farão com que o antigo escravo de Tatooine dê passos decisivos em direção ao Lado Negro da Força. Duas circunstâncias nos mostram que definitivamente Anakin Skywalker está perdido. A mais aparente é o fato de voltar a Tatooine, como havia falado a sua mãe que faria. Ele não liberta todos os escravos, porém executa toda uma aldeia de povos da areia que haviam sequestrado sua mãe. Não poupa ninguém: nem mulheres nem crianças. Não é o escolhido (messias) salvador, é, somente, a mão furiosa da morte.

058_04

A segunda pista da perdição de Anakin Skywalker está em um diálogo em uma das cenas românticas mais mal feitas da trama: a cena do casal no campo florido. Em um dado momento Padmé interroga o jovem jedi que diz que não acreditava que o sistema político funcionasse. “E como isso funcionaria para você?”, pergunta a senadora. Anakin então explica:

“Precisamos de um sistema onde políticos se reúnam, discutam os problemas, concordem sobre o que é melhor para o povo e então façam.”
“Mas é exatamente isso o que fazemos, mas nem sempre as pessoas concordam”, diz a senadora de Naboo.
“Deveriam ser obrigadas, então”.
“Por quem? Quem poderia obrigá-las?”, pergunta Padmé.
“Não sei, alguém…”
“Você?” , interrompe a senadora.
Sem muita convicção, vacilando, Anakin então afirma:
“Claro que eu não… Alguém sábio.”
“Para mim, isso está parecendo mais uma ditadura”, constata Padmé.
Anakin confirma a possibilidade, eles sorriem e a cena segue entre sorrisos e brincadeiras.

Desta forma está sedimentado na alma do futuro Darth Vader as sementes do autoritarismo: a mão forte do Imperador sobre o futuro da galáxia. Mesmo que ele tenha esquecido das palavras da atual rainha de Naboo quando chegaram ao planeta:

Devemos manter nossa fé na República. O dia em que deixarmos de acreditar na democracia, será o dia em que ela cairá.

058_05

PALPATINE: O SENHOR DA GUERRA
Quando analisamos a escalada do pode do Senador Palpatine ao cargo de Chanceler Supremo da República, eventos narrados no Episódio I – Ameaça Fantasma (1999), descobrimos que ele age nas entrelinhas, controlando as fraquezas do sistema. Ainda havia hostilidade da Federação de Comércio que amargou uma dura derrota na invasão de Naboo, mas a ela se somaram outros sistemas que desejavam se separar da República. Os Separatistas estão em maior número e se torna cada vez mais difícil para os jedis manterem a paz. Claro que o desejo se desligar da República tem o dedo de Palpatine: ele enfraquece as instituições ao mesmo tempo que na surdina espalha a fragilidade do sistema e o medo generalizado. É assim que ele começa a arquitetar a guerra que se desenrola neste longa-metragem. Vamos entender passo a passo a estratégia de Darth Sidious:

  1. 058_06O atentado à senadora – Logo no início do longa-metragem, a senadora de Naboo sofre um atentado. A sósia de Padmé é morta na ocasião. A antiga rainha é a principal líder do movimento contra a militarização da República diante da ameaça Separatista. É necessário que ela saia do cenário para Palpatine não tenha ninguém contra a ideia da formação de um exército. Convenientemente sugere que a senadora retorne a Naboo sendo protegida por seus antigos salvadores: Anakin e Obi Wan Kenobi. Darth Sidious consegue alcançar três objetivos: deixar Padmé e Anakin bem próximos (decerto sabia da fixação de seu pupilo pela representante de Naboo); afastar a principal oposição à militarização; e, por fim, deixar Jar Jar Binks (sim, aquela desgraça do filme anterior) como representante de Naboo no Senado.
  2. 058_07O exército de clones – Obi Wan descobre um produção em massa de clones, uma força militar feita por encomenda para República em um planeta chamado Kamino. Segundo o primeiro-ministro, o exército teria sido encomendado há quase 10 anos. O que nos remete à época da invasão de Naboo, evento do Episódio I. Sabemos que Palpatine usou esta ocasião para se tornar Chanceler Supremo e, talvez, em uma de suas primeiras medidas, encomendar um exército de clones para República, pois os clonadores seguiram tanto o pedido do Senado como o de um antigo mestre jedi morto há muitos anos. Assim, enquanto a oposição e separatistas fortaleciam o exército de droides, nas sombras, Palpatine aparelhava a República para o futuro conflito.
  3. 058_08A corrupção política – A influência de Darth Sidious vai crescendo ao longo do tempo à frente do Senado. Por outro lado, os jedis, nas próprias palavras do Mestre Windu, sentiam a habilidade do Conselho de usar a Força diminuir. Nesse sentido, por mais que Yoda aconselhe Kenobi a limpar a mente para vislumbrar o verdadeiro vilão, o mestre de Anakin parece ser o único a estar atento. E após seu padawan defender o Chanceler Supremo, Obin Wan emenda: “Palpatine é um político. Tenho observado que ele é muito inteligente, aproveitando-se da convicção e dos erros de julgamentos do senadores”. Desta forma, sensível, de forma instintiva, o Mestre Kenobi estava alerta e desconfiava do lorde sombrio e de suas maquinações. Mas mesmo sob suspeitas, Palpatine manipulava as estruturas fragilizadas do poder debaixo das barbas do Conselho Jedi.
  4. 058_09Darth Tyranus – Com a morte de Darth Maul (Star Wars: Episódio I – A ameaça Fantasma, 1999), Palpatine precisava de um novo aprendiz sith. Quem ocupa esse lugar é um veterano idealista e desacreditado da República: Conde Dookan. Ele foi treinado pelo Mestre Yoda e por sua vez foi mestre de Qui-Gon Jin. Literalmente é um jedi seduzido pelo lado sombrio. Além de estar à frente dos Separatistas, articula-se com a Federação de Comércio. Poderia ter sido ele a apagar o sistema Kamino dos arquivos Jedi? Quando o lado Negro começou a seduzi-lo? Dookan nos mostra que com o tempo certo, qualquer jedi pode ser tentado. O conde também cumpre o papel de quase matar Anakin e suscitar outro sentimento passional no padawan, além do medo, do amor e da fúria: a vingança. A queda de Dookan marcará a transição inicial de Anakin para submissão total a Palpatine.
  5. 058_10A batalha de Geonosis – Com todas as peças do tabuleiros arrumadas, só restava colocar a guerra em curso. Diante da prisão de Obi Wan, Anakin e Padmé no planeta Geonosis, era preciso uma resposta imediata à ameaça. Por um lado os jedis se vêem incapazes de deter o exército gigantesco de droides criados nas entranhas do planeta. Por outro a oposição à militarização da República é vencida por ter sua líder presa nas mãos dos Separatistas. Sendo o sistema corrupto, só faltava que algum senador ou representante de um senador propusessem em plenária a formação do exército. Nesse ponto que Jar Jar Binks (personagem desgraçado!) é manobrado e faz a proposição. Assim, pelas mãos de um idiota e ingênuo, Palpatine recebeu poderes emergenciais e passou a liderar um exército de mais de um milhão de clones feitos do código genético um mercenário e caçador de recompensas Jango Fett, pai de Bobba Fett.

058_11

OBI WAN: PROFETA OU MESTRE JEDI DOS SPOILERS?
Tudo bem, sabemos que domínio forte é da Força em Yoda. Também sabemos que o Mestre Windu humilha com o sabre de luz roxo, mas talvez o mais atento ao lado negro, neste episódio da trilogia prequel (pré-sequência), seja Obi Wan Kenobi. A todo momento ele faz avaliações e observações sobre o momento em que ele e os demais jedis vivem. Talvez o mais sensitivo quanto aos eventos funestos que se abaterão sobre a galáxia. Primeiro, podemos destacar sua desconfiança sobre os políticos em geral e o próprio Chanceler Supremo Palpatine. Antes da perseguição a Zan Wesell, caçadora de recompensas, ele afirma em conversa com Anakin:

Pela minha experiência, os senadores se preocupam apenas em agradar aqueles que dão fundos para suas campanhas. E eles não demonstram escrúpulos quando esquecem do poder e da ordem para conseguir tais fundos.

Após a perseguição à caçadora de recompensas, quando ele devolve o sabre de luz a Anakin antes de entrar no bar e encurralar a assassina, ele prediz o que acontecerá no episódio IV da saga: “Por que tenho a impressão de que você ainda vai me matar?”.

058_12

Obi Wan Kenobi não sente firmeza e tem constantes ressalvas para sugerir que Anakin se torne mestre jedi. Ele tem habilidades magistrais, mas seu coração parece frágil. Kenobi aceitou a incumbência de treinar o menino de Tatooine de seu mestre Qui-Gon, porém aparenta não ter confiança na temperança de Anakin. E novamente estava certo. Anakin executaria toda uma aldeia ao voltar à terra natal, fato sentido de forma indireta por Yoda. E após o incidente, o jovem jedi expressa sua fúria:

“Eu deveria ser (onipotente). E algum dia eu vou ser. Eu vou ser o jedi mais poderoso que existiu. Eu prometo a você. Eu vou até aprender a impedir que as pessoas morram. […] Isso é tudo culpa do Obi-Wan. Ele é invejoso. Ele está me reprimindo. “

CURIOSIDADES

  1. 058_13O nome do Conde – Na tradução para nossa língua, o nome do Conde Dookan precisou sofrer uma ligeira alteração porque senão não iam faltar brasileiros zombando do nome do personagem Count Dooku (Sim, aquele lugar onde o sol não bate).
  2. 058_14O sabre de luz de Mace Windu – Foi ideia do ator Samuel L. Jackson. Motivo: simplesmente se destacar no meio do sabres azuis e verdes no meio das batalhas. Mas no material estendido, o sabre de luz roxo se refere aos usuários da Força que já foram do lado negro.
  3. 058_15As sementes do Império – A trilogia original é marcada pela hegemonia do Império Galáctico. Neste segundo filme da trilogia prequel temos algumas referências e percebemos que já fazia parte do plano geral a construção do poder imperial. Podemos ver o símbolo do Império na mesa de reuniões dos os futuros Líderes Separatistas (Wat Tambor, Nute Gunray, etc.). Momentos depois o arqueduque de Geonosis entrega os projetos de sua arma final, a Estrela da Morte, para que o Conde Dookan entregue ao Lorde Sith. Outro ponto é o armamento utilizado pelos clones, muito semelhantes aqueles que seriam usados pelos Stormtroopers, como os andadores.
  4. 058_16O clã Fett – Também podemos ver a origem de Boba Fett, o caçador de recompensas que colocará as mãos em Han Solo. Clone idêntico (fisicamente e mentalmente) de Jango Fett, feito em Kamino, cresceu naturalmente sob a tutela e treino direto do pai. Nós o vemos dar tiros de blaster na nave Escravo I e após a morte, segurar o capacete do pai, em uma espécie de legado passado.

CONCLUSÃO: Que Yoda é esse? OMG!
Bem, é totalmente dispensável as cenas de flerte e jogos amorosos entre Anakin e Padmé Amidala. Cheios de tiradas ultrapassadas e cenas românticas mais do que clichês. Não que a franquia não possa ter seus romances, afinal a tensão amorosa entre Han Solo e a Princesa Leia é uma das coisas mais legais na trilogia original. Mas percebemos que George Lucas (ou seu roteiro) podem ter tirado sua ideias de novelas brasileiras ou mexicanas para explicar tanta cafonice. Por mais que os casais de atores tenham desenvolvido um romance durante as filmagens, que Natalie Portman tenha largado o marido para ficar com Christensen, a química não rola e por vezes você vai querer adiantar o filme para não assistir às cenas piegas.

A única atuação digna de atenção é justamente de um personagem em CGI (computação gráfica): Yoda. Além de ser um sonho de muitos fãs da franquia de ver o diminuto e mais forte jedi lutar e ele o faz de forma fantástica. O mestre Yoda se mostra um líder nato, com capacidade analítica e boas expressões faciais. Ao meu ver é o ponto mais empolgante da trama.

Também, este longa, é uma ótima oportunidade pra ver a capacidade tecnológica tanto do enredo da história, quanto dos efeitos especiais da produção que teve um salto qualitativo em três anos, diferença entre o Episódio I e o II. Vale a pena pelas cenas da batalha da arena de Geonosis quanto da própria guerra em si.

Se você espera ver um filme com muita ação e com apogeu dos jedis e sua capacidade de batalha, esse filme empolga, mesmo com o romance piegas e as atuações nem sempre interessantes. Esse longa marca o início da fase mais belamente construída desde a trilogia inicial. Trata-se das Guerras Clônicas que foram amplamente adaptadas para a animação, Star Wars: A Guerra dos Clones (2008) e a série animada, Star Wars: The Clone Wars (2008-2020), que preenchem as lacunas deixadas pelos filmes prequel.

No mais, persista na Força, jovem padawan, o Lado Negro cresce na galáxia. Se queres paz, te prepara para a guerra! E bom filme!

Barra Divisória

assinatura_marco

STAR WARS: EPISÓDIO I – A AMEAÇA FANTASMA (CRÍTICA)

049_00

A desordem instalou-se na República Galáctica. A cobrança de impostos das rotas de comércio para sistemas remotos está sendo contestada. Esperando resolver a questão com um bloqueio de poderosas naves de guerra, a gananciosa Federação do comércio suspendeu toda remessa para o pequeno planeta Naboo.

Enquanto o Congresso da República discute indefinidamente essa alarmante sequência de eventos, o Chanceler Supremo enviou, secretamente, dois Cavaleiros Jedi, guardiões da paz e da justiça na galáxia, para porem fim ao conflito…

Exatamente 32 anos antes do domínio do Império Galáctico, o longa-metragem de George Lucas acompanha os passos do Mestre Jedi Qui-Gon Jinn e de seu aprendiz (padawan), Obi-Wan Kenobi. Inicialmente enviados como negociadores para por fim a um bloqueio comercial hostil às novas taxações impostas pelo Senado da República, acabam se tornando defensores dos interesses da Rainha Amidala do pacato planeta Naboo. Ambos os heróis na medida que se envolvem na ameaça de guerra contra o Exército Droide a serviço da Federação de Comércio, acabam por descobrir uma divergência na Força, alguém que possa trazer equilíbrio e paz para galáxia, na figura do garotinho Anakin Skywalker. Mas o que parece ser um simples conflito preste a ser resolvido pela ação pacificadora do Jedis, revelam o retorno dos misteriosos Siths.

049_01

Título original: Star Wars: Episode I – The Phantom Menace
Direção: George Lucas
Roteiro: George Lucas
Duração: 2h 16min
Lançamento: 19 de maio de 1999

049_13
Elenco: Liam Neeson (Qui-Gon Jinn), Ewan McGregor (Obi-Wan Kenobi), Natalie Portman, (Rainha Amidala / Padmé), Jake Lloyd (Anakin Skywalker), Ian McDiarmid (Senador Palpatine) e Ahmed Best (Jar Jar Binks).

049_02

A ORIGEM DO CLÃ SKYWALKER
Quando o enredo tem início, temos o auge da influência jedi sobre a galáxia: eles são uma força temida e respeitada. O Conselho Jedi, que tem no jovem Yoda (mas sempre velho), o principal representante dada a sua antiguidade, atua como suporte na manutenção da República e sua democracia. Os Jedis resguardam sua tradição, treinam novos aprendizes, mas tornaram-se desleixados para detectar as ameaças do Lado Negro da Força. Tudo está nebuloso, como o próprio Yoda diz a certa altura do filme.

Por mais que Qui-Gon Jinn, nos instantes iniciais da película, afirme que seu aprendiz precisa se preocupar somente com o “aqui e agora” e não pensar no futuro, por mais que isso pareça ser só a lição de um mestre ao seu aluno, foi assim que os Jedis ficaram cegos a ameaça do Lado Negro. Esse ensinamento, a filosofia de Qui-Gon, resume a queda que recairia sobre a hegemonia dos jedis sobre a galáxia: não dar uma atenção maior ao futuro.

Após o fracasso da negociação com o vice-rei Nute Gunray, o plano de invasão ao planeta Naboo é adiantado. Os Jedis, em fuga e já em terra, fazem amizade com um atrapalhado nativo Jar Jar Binks, apontado pela crítica e pelos fãs mais fervorosos (e me incluo nesse grupo), como a pior adição ao universo Star Wars. Porém, falarei da importância dele depois. Mas o fato é que o irritante personagem, após conduzir os heróis ao reino aquático de Gunga, serve de guia para que os Jedi cheguem a capital de Naboo, resgatem a rainha e fujam do planeta durante o início da invasão droide.

049_03

Depois da ajuda essencial do astrodroide R2D2, primeira aparição do robozinho mais famoso da franquia, que conserta avarias na nave em plena fuga, os jedis e a rainha precisam pousar em Tatooine, planeta desértico controlado pela facção criminosa dos Hutts. É que, devido ao ataque, fora danificado o hyperdrive: componente essencial da nave que a faz cruzar longas distância na velocidade da luz.

É em busca do conserto da nave que Qui-Gon, Padmé e Jar Jar vão conhecer o jovem Anakin Skywalker com apenas nove anos, escravo de um comerciante local de sucatas. Enquanto o mestre jedi negocia com Watoo, dono do comércio, Anakin mostra sua afeição, desde sempre, pela rainha disfarçada de aia: “Você é um anjo?”. O garoto acaba por ajudar aqueles forasteiros desde livrar Jar Jar de uma briga, passando por conceder abrigo durante uma tempestade de areia, até ganhar uma corrida pods (planadores).

049_04

O jovem Anakin se mostra um prodígio: hábil em mecânica, construtor de droides (C3PO é sua criação), um piloto nato com reflexos impressionantes. Tudo desperta o interesse de Qui-Gon que vê o potencial do rapaz e sua manifestação da Força. Mas a origem do menino é em si um mistério e em muito se deve a sua semelhança com a figura de Jesus, entre os cristãos. Anakin Skywalker teria sido gerado espontaneamente pela Força, sem nenhuma relação sexual da mãe. Segundo ela, o menino não conhecia a cobiça e acreditava que ele nasceu para acompanhá-los. Anakin, que descobre por conta própria que Qui-Gon era um jedi, diz em certo momento que sonhou que era um jedi e que voltava para Tatooine e libertava todos os escravos. Bem, o futuro mostraria que esse retorno não seria tão feliz.

O jovem Anakin Skywalker, fazendo jus a seu sobrenome (andarilho do céu, em tradução livre), conheceria todas as estrelas. Ele possuía uma quantidade absurda de midichlorians: uma espécie de vida simbionte no interior de cada célula vivente. Tais formas de vida se comunicam com a Força e falam seus desejos. A contagem midichlorians do menino era superior até do mestre Yoda. Isso significava que ele mesmo tão jovem, poderia ter um domínio da Força muito maior que qualquer jedi existente. Isso faz Qui-Gon acreditar que ele poderia ser o Escolhido: aquele que traria equilíbrio a Força.

049_05

Ao libertar o menino, consertar a nave e enfrentar um estranho oponente de sabre de luz vermelho, os cavaleiros jedi chegam ao planeta-cidade Coruscant. Anakin é submetido a avaliação do Conselho Jedi para saber seu potencial para se tornar padawan de Qui-Gon. Apesar da grande Força, Yoda percebe que o garoto é perigoso pelo excesso de medo e apego à mãe que Anakin possuía, pois:

“O medo caminho é para o Lado Escuro. Medo leva a raiva, raiva ao ódio leva, ódio leva ao sofrimento”.

É justamente este o caminho da decadência que levará o potencial positivo de Anakin Skywalker à ruína na sequência dos demais filmes. O medo caminhará com ele. Na ausência da mãe, projetará seu carinho em Padmé Amidala. Freudiano, isso. Mas Qui-Gon, que sempre fora arredio resolve que o treinará a qualquer custo e, com sua morte, a missão passará a Obi-Wan Kenobi, que cumpre o último desejo de seu mestre. A ascensão de Anakin é o início do declínio da era jedi na galáxia.

049_06

QUE AMEAÇA FANTASMA É ESSA?
A primeira impressão que temos que o “fantasma” do título é a aparência aterradora de Darth Maul, porém o que está por trás da verdadeira ameaça  é a ambição do senador Palpatine, alter-ego do lorde sith Darth Sidious.

O bloqueio da Federação de Comércio não passa de uma estratégia bem planejada por Palpatine. Era necessário pressionar a Rainha Amidala ao máximo e ele, como senador de Naboo, desejava se tornar Chanceler Supremo, tomar o lugar de Valorum. Este último, acusado de corrupção, manipulado por burocratas, subornado pela Federação, ao seu entender não estava mais apto a liderar a República Galáctica. Até que ponto estas informações eram verdadeiras, a Rainha não sabe, mas é induzida a acreditar nelas. E assim propõe um “voto de desconfiança” ao senado, o que faz com que haja novas eleições para o cargo. Em si, isso não muda nada e não auxilia Naboo que se encontra sitiado pelo vice-rei Nute Gunray, porém marca o início da escalada de poder de Darth Sidious. A rainha volta ao seu planeta, Palpatine fica na capital da República para vencer a eleição.

Palpatine se diz honesto e que “vai acabar com a corrupção”, mas no fundo a trama ou as informações podem ter sido falseadas pelo lorde sith. Mas fato é que os jedis se tornaram distraídos e a estrutura democrática estava fragilizada. Isso cedeu espaço para que, na escuridão das ruas de Coruscant, a ameaça fantasma Sith fosse crescendo. Se ao final Palpatine perde seu discípulo, Darth Maul, pelas mãos de Obin Wan Kenobi, por outro o senador alcança o degrau máximo do poder e ainda conhece um jovem com um potencial inimaginável na Força: Anakin Skywalker. Os dados foram lançados para o início da reviravolta Sith da história galáctica.

049_07

É MELHOR JAR JAR IR SE IRRITANDO
Com pouco mais de dez minutos de filme, surge Jar Jar Binks, para suplício de muitos. Ele é um Gunga, do povo aquático de Naboo, e que tinha sido expulso de sua terra (ou de sua água?) por ser extremamente desastrado. Ele é responsável por aquelas que deveriam ser as cenas engraçadas da história e fazer o riso da criançada com seu humor pastelão. Bem, a intenção saiu pela culatra: suas cenas são forçadas e desnecessárias. Não que o humor esteja proibido, afinal C3PO, na trilogia inicial, faz um bom trabalho. E pensar que, segundo o ator Ahmed Best, o intérprete dessa “beleza de personagem”, afirmou que Michael Jackson quase lhe roubou o papel!

Eu, Natalie Portman e os filhos de George estávamos em um show de Michael Jackson. Nós fomos levados ao backstage e conhecemos Michael. Seus filhos também estavam lá. George me apresentou como Jar Jar e eu não entendi o que estava acontecendo. Depois que Michael foi embora, nós fomos para uma festa. Eu estava tomando um drink com George e ele me disse que Michael queria o papel, mas gostaria de fazer com próteses e maquiagem, como em “Thriller”. George queria fazer em CGI. O meu palpite é que Michael Jackson acabaria sendo maior que o filme, e não acho que ele [George] queria isso“, disse o ator.

049_08

Mesmo que o interesse do rei do pop em dar vida ao personagem possa parecer um baita elogio e que talvez ele fosse muito melhor com Michael Jackson interpretando, Jar Jar decepciona não só por ser um personagem péssimo, mas por afetar o futuro da galáxia de forma desastrosa.

Assim que Qui-Gon conhece o Gunga, Binks afirma que sabe falar. Ao que o mestre jedi responde: “Capacidade de falar não é prova de inteligência”. Agora imagine isso aplicado a um político em um sistema democrático. Pensou? Pois bem, com suas trapalhadas, no início da trajetória de Jar Jar no universo de Star Wars, parece que tudo vai dar certo, mas aguardem até ele se tornar o senador representante de Naboo. Não quero adiantar a história, mas falaremos desse ódio nos outros filmes.

CURIOSIDADES

  1. 049_09Bloqueio Comercial – Para entender o contexto político deste filme, é necessário refrescar a memória das aulas de História do Brasil. Sério? Sim. Quando falamos de bloqueio comercial, retornamos a eventos muito ligados a nossa história. Quando, em 1806, Napoleão Bonaparte exigiu que Reino de Portugal se tornasse seu aliado contra a Inglaterra e os portugueses se negaram, o imperador francês instituiu um bloqueio comercial para que ninguém fizesse negócio com os ingleses. A corte portuguesa, como eram aliados da Inglaterra de longa data, resolveram não cortar laços e terminaram fugindo na surdina para sua colônia mais próspera: o Brasil. Diferentemente dos nem tão pouco corajosos portugueses que abandonaram seu lar, a Rainha Amidala, vendo que não resolveria nada simplesmente esperando a resolução do Senado e longe de sua pátria, retorna ao seu planeta para defendê-lo a todo custo.
  2. 049_10Cidade Aquática – Uma cidade submersa não é grande novidade quando falamos de ficção. Podemos pensar que isso se deve ao mito platônico da cidade Atlântida, descrita no seu diálogo Timeu (360 a.C.), como uma civilização avançada, um império de engenheiros e cientistas, tão ou mais avançados tecnologicamente que a nossa civilização. Diversas obras literárias ou cinematográficas usaram tal mito para falar de uma cidade aquática mágica ou alta tecnologia. Isso é possível constatar no Reino de Tritão (A pequena sereia, 1989), na Atlântida de Milo (O Reino Perdido, 2001) e dos quadrinhos de Aquaman (DC) ou Namor (Marvel).
  3. 049_11A mestre de Boba Fett – A corrida de pods é um dos eventos centrais e alguns personagens importantes para franquia aparecem. Jabba, o Hutt, mafioso alienígena asqueroso e obeso que fará negócios com Han Solo, é que está à frente da corrida. Durante a mesma, catadores de sucatas Jawas e os Tusken (povo da areia), seres importantes em Uma Nova Esperança (1977). E, claro, durante a primeira sequência da corrida, aparece do alto um rochedo Aurra Sing, que após a morte de Jango Fett, treinaria o impiedoso Boba Fett, caçador de recompensas que perseguiria Han Solo em O Império contra-ataca (1980). Aurra é importante no enredo da série animada Clone Wars.
  4. 049_14Cubo Azul e Vermelho – Watoo, dono do escravo Anakin Skywalker, convencido por Qui-Gon, resolve incluir o menino e sua mãe na aposta do final da corrida. Deixa a cargo da sorte no dado saber se libertaria o menino ou a mãe: face azul para ele, vermelha para ela. Não sei, mas me lembrou a associação de cores de Matrix (1999) que deixou entre uma pílula azul (voltar ao programa) ou vermelha (ser livre) a decisão do futuro de Neo, o escolhido. Enquanto o escolhido no filme de George Lucas é libertado pela cor azul (Qui-Gon manipula o lance de dados), o escolhido do longa de Lana Wachowski escolhe a pílula vermelha e se torna herói saindo da Matrix para liderar a resistência.

CONCLUSÃO: Um começo pouco empolgante
Este filme marca o início da trilogia prequel (pré-sequência) e que conta a origem de Darth Vader, o Imperador e seu poder. É imprescindível para quem quer assistir de forma cronológica à saga Star Wars. Nas gerações mais novas pode sugerir que todos os episódios sejam repletos de CGI (imagens geradas por computador) como este, o que faz a trilogia original, das décadas de 1970 e 1980, ser muito simplória e desinteressante.

Para aqueles mais old school, este episódio torna-se interessante por mostrar lutas com sabres de luz repletas de agilidade, fato incomum nos filmes mais antigos devido, em parte, a precariedade dos efeitos especiais. Também se destaca por mostrar a origem de personagens secundários para as ramificações da série: R2D2, C3PO, Obin Wan, um Yoda em plena ativa entre outros.

Mas do ponto de vista interpretativo dos atores, o destaque fica somente por conta de Liam Neeson (Qui-Gon Jinn), embora fique prejudicado, às vezes, por frases bobas (“Sempre há um peixe maior.”) ou que, ao interagir com personagens computadorizados, não saber realmente para onde está olhando.

Se você é um veterano na franquia, pode achar este filme pouco interessante e desconexo. Se você for novo no mundo de Star Wars, pode ser que ache melhor ir ver um filme da Marvel. Não os reprovo e acho compreensível. Mas se perseverar na Força, possa ser que você chegue a perdoar esse filme, pois afinal o que vale é a jornada. Opa, mas esse já é outro filme, outra história.

Barra Divisória

assinatura_marco